A Empresa
Nossa indústria vai transformar o milho produzido aqui em combustível, ração e energia elétrica.

 

A ALD Bioenergia nasce forte e muda o cenário da região.

Estrategicamente instalada às margens da BR-364 no Mato Grosso, o parque industrial ocupa uma área de 310 mil metros quadrados.

Com DNA genuinamente mato-grossense, esse gigantesco empreendimento, com mais de 17 mil metros quadrados de área construída, surge da união de 24 produtores rurais. Vizinhos e amigos que, há mais de 20 anos, talhão a talhão, safra após safra, transformaram esta região numa potência agrícola e pecuária.

O objetivo da nossa indústria é transformar o milho produzido localmente em combustível, ração e energia elétrica.

Hoje a capacidade de processamento da ALD, ultrapassa as 4,3 milhões de sacas/ano. Isto significa uma nova demanda para o milho produzido na região.

Além disso, para o mercado de combustíveis vão ser disponibilizados anualmente quase 113 milhões de litros de etanol de altíssima qualidade.

A ALD Bioenergia também atua no setor da pecuária regional. O material sólido, resultante do processo de fabricação do etanol, conhecido como DDG, é um alimento altamente proteico, que sai direto da ALD pronto para o consumo do gado. É uma alimentação completa que vai aumentar a rentabilidade de quem produz carne ou leite.

Sabemos que para ser grande não basta apenas o tamanho, é preciso também responsabilidade ambiental. Por isso, aqui na ALD, garantimos práticas sustentáveis.

Além do estímulo ao plantio de florestas, toda a energia necessária para mover esse gigante, vem das sobras de outras indústrias e da agricultura local, como por exemplo biomassa da cana de açúcar, do arroz e das soqueiras de algodão. Isso totaliza um consumo anual em, aproximadamente, 145.919 toneladas de biomassa.

E não podemos esquecer da parte mais importante, as pessoas que fazem essa indústria!

A ALD está empenhada diretamente na geração de empregos. Para construir este parque industrial, mais de 800 pessoas foram empregadas, e agora, para a operação da usina são mais de 400 novas vagas de trabalho, diretas e indiretas, que alavancam o desenvolvimento regional.